1 donut, 2 donuts…

13/10/2013 § Deixe um comentário

Ideia gorda, gordices de fim de semana, overdose de açúcar, ou alegria do colesterol, são vários nomes para essa receita é só escolher o seu favorito.
Quase toda semana é dia de escolher A receita para o fim de semana, dessa vez não foi diferente. Depois de babar por algumas, lindos donuts saltaram na tela do computador e não me largaram desde então. Pronto, receita escolhida: donuts!
Como não amar essas rosquinhas fofinhas e calóricas?

Anota que vale a pena:
Ingredientes
Duas xícaras de leite morno
1 colher (chá) de fermento biológico seco
1/2 xícara de açúcar
1/2 colher (chá) de sal
2 ovos
1 colher (chá) de essência de baunilha
4 xícaras de farinha
1/2 xícara de manteiga
Óleo para fritura
Modo de preparo
Coloque o fermento nas duas xícaras de leite morno e deixe por uns 5 minutos. Na vasilha que irá usar para a massa, junte o açúcar, o sal, os ovos, a essência de baunilha e a manteiga. Acrescente o leite e misture com a colher de pau.
Agora você vai começar a adicionar a farinha, mas faça isso gradualmente até dar o ponto. É importante saber que a massa vai precisar descansar por pelo menos 2 horinhas na geladeira, coberta com plástico, pra dar o ponto.
Eu e o namorado esquecemos disso e assustamos quando a massa ainda estava mole e já tínhamos adicionado mais farinha que a receita manda (falta de experiência mandou lembrança).
Depois de deixar a massa descansar, divida ao meio e comece a abri-la com um rolo. Não precisa ficar muito grossa porque ela vai crescer muito. Muito mesmo. Mas não deixa muito fininha porque você vai querer seu donut gordinho. Depois de abrir, faça os discos com a boca de um copo largo. Nós usamos uma caneca. Pro buraco do meio, usamos uma tampinha de garrafa pet. Deixamos também alguns sem o furinho no meio. Com os discos feitos, é só fritar no óleo bem quente. Fique atento porque frita bem rápido.

donuts_0Hora de rechear! Magavilha. Escolhemos geleia de morango e doce de leite. Depois é hora de colocar em prática toda a criatividade que existe dentro de você  para enfeitar as rosquinhas.
Não tem como ficar ruim, a cada mordida uma sensação de estar pisando nas nuvens. Vale cada caloria.

donuts_2Um beijo pra Xuxa, para os sites de receitas gordinhas, e para o namorado que botou a mão na massa e ajudou com o post.

Fotos: Iphone/ZeroClichê

Outubro veste rosa

07/10/2013 § Deixe um comentário

rosa

Outubro Rosa,  campanha mundial pelo combate ao câncer de mama, chegou chegando. Em BH, você já pode ver a cor rosa iluminando alguns pontos da cidade.
O blog vai de blazer rosa essa semana, para lembrar da importância do auto-exame.

O bolo

03/10/2013 § Deixe um comentário

E de repente tudo acontece. Tudo. Tô pensando aqui numa frase pra substituir a boa e velha “a vida é uma caixinha de surpresa” pra não ficar clichê e sabotar o objetivo do blog, mas não achei nada melhor então vai ela mesmo. Tá, o tudo não é exatamente um universo inteiro de coisas, mas é o meu universo ideal de coisas, que depois de um pequeno (médio) tempo de espera, deu certo.
O bolo tá no forno, começando a querer crescer, mas o mais difícil já foi feito, a massa. Então, mais uma vez faço planos, risco e rabisco rascunhos. Rascunhos intermináveis, afinal que graça teria um rascunho com fim?
1002138_537107143005199_250475134_n

Que esse bolo cresça, saia direitinho da forma e ganhe muita, mais muita cobertura de chocolate.  🙂

(Paula Ferraz)

Estrelas terrivelmente cruzadas

11/08/2013 § Deixe um comentário

foto (94)John Green me deu um leve susto moral com seu jeito, digamos, sutil de escrever.
Uma história suavemente triste, que mexe com sentimentos e desperta todos os desejos de viver, viver e viver.

“O mundo não é uma fábrica de realização de desejos.”

Para anotar

16/07/2013 § Deixe um comentário

998000_612128738811483_869552177_nSimples assim ❤

Tenho a mulher mais bonita do planeta

03/07/2013 § 1 comentário

foto (44)Com um texto de encher o coração de amor, publicado na revista americana “Identity Magazine”, Brad Pitt revelou que a sua relação com Angelina Jolie esteve à beira do fim. E que só conseguiu recuperar a sua mulher com muitos mimos, flores, beijos e elogios.

“Um Segredo de Amor
Minha esposa ficou doente. Constantemente ela estava nervosa por causa de problemas no trabalho, na vida pessoal, seus erros e problemas com os filhos. Ela perdeu 13 quilos e pesava cerca de 40 quilos aos 35 anos. Ela ficou muito magra e estava constantemente chorando. Não era uma mulher feliz. Ela sofria de contínuas dores de cabeça, dor no coração e tensão muscular nas costas. Ela não dormia bem, conseguia pegar no sono apenas na parte da manhã e ficava cansada rapidamente durante o dia. Nosso relacionamento estava a ponto de acabar. A beleza dela estava deixando-a. Ela tinha bolsas sob os olhos, cabelos desgrenhados. Ela parou de cuidar de si mesma. Se recusou a fazer filmes e rejeitou cada papel. Perdi a esperança e pensei que iríamos nos divorciar em breve…

Foi então que eu decidi agir. Afinal, eu tenho a mulher mais bonita do planeta. Ela é a mulher ideal para mais da metade dos homens e mulheres da Terra, e eu o único que tinha permissão para dormir ao seu lado e abraçá-la. Comecei a mimá-la com flores, beijos e muitos elogios. Surpreendia-a e tentava agradá-la em todos os momentos. Enchi-a de presentes e comecei a viver apenas para ela. Só falava em público a seu respeito e relacionava todos os assuntos a ela, de alguma forma. Elogiei-a a sós e em frente a todos os nossos amigos.

Vocês podem não acreditar, mas ela começou a renascer, a florescer… Tornou-se ainda melhor do que era antes. Ganhou peso, parou de ficar nervosa e me ama ainda mais do que antes. Eu nem sabia que ela podia amar tão intensamente.
E então eu percebi uma coisa: ‘A mulher é o reflexo de seu homem’

Brad Pitt”.

Isso é amor!

Por favor

01/07/2013 § Deixe um comentário

july_zeroclicheUma nova semana, um novo mês.
Que continue sendo lindo e recheado de realizações, por favor!

“Escrevo e pronto.
Escrevo porque preciso.
Preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece.
E as estrelas lá no céu.
Lembram letras no papel.
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?”

Paulo Leminski

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Textos/ironias/restos categoria em .

%d blogueiros gostam disto: